Dois debates de urgência marcam agenda desta semana do parlamento dos Açores

Dois debates de urgência marcam agenda desta semana do parlamento dos Açores

 

Lusa/AO online   Regional   19 de Mar de 2018, 17:05

Dois debates de urgência, sobre as empresas públicas e o setor dos laticínios, vão marcar a agenda dos trabalhos da Assembleia Legislativa dos Açores, que começam terça-feira na cidade da Horta.

O primeiro debate, agendado para a manhã de terça-feira, é proposto pelo Bloco de Esquerda, que pretende analisar, em termos políticos, o plano de reestruturação do setor público empresarial apresentado no final de fevereiro pelo presidente do Governo Regional.

Os deputados do BE querem perceber, com mais pormenor, qual o impacto que a extinção de algumas empresas, ou alienação de capitais públicos, pode vir a ter nalguns setores estratégicos para a região, como os transportes ou a indústria, por exemplo.

Para a manhã de quarta-feira está agendado outro debate de urgência, desta vez proposto pela bancada do PSD (o maior partido da oposição no arquipélago), para analisar a produção de leite e de laticínios nos Açores, um tema que já tinha sido discutido pelos sociais-democratas em jornadas parlamentares.

A agenda parlamentar desta semana integra ainda outras três propostas do PSD, relacionadas com o despedimento coletivo da COFACO na Madalena do Pico, com o Programa Gerações e com as ligações marítimas de passageiros no Grupo Central.

O deputado do PPM leva a plenário duas propostas, uma das quais para a criação de um domínio de primeiro nível, no acesso à internet, nos Açores, e outra para a criação de um regime excecional de inspeções automóveis na ilha do Corvo.

Já a bancada do CDS volta a à carga com a rota Terceira/Porto, desta vez para propor que o Governo Regional, enquanto acionista maioritário do Grupo SATA, recomende à administração da companhia aérea que não extinga esta ligação.

Destaque ainda para três petições que vão subir a plenário, relacionadas com um projeto alternativo de escola nos Açores, com a construção do polémico Azores Aquarium, em Ponta Delgada, e com as sessões de contos na Biblioteca de Angra.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.