Dissidente Guillermo Farinas termina greve de fome


 

Lusa / AO online   Internacional   8 de Jul de 2010, 18:25

O dissidente cubano Guillermo Farinas terminou esta quarta-feira a greve de fome que mantinha há 135 dias, indicaram outros opositores ao regime de Havana.
O anúncio foi feito pelos opositores que visitaram Farinas hoje no Hospital de Santa Clara, no centro de Cuba.

O fim da greve de fome de Farinas, jornalista, 48 anos, surge na sequência do anúncio, na quarta-feira, da libertação pelo governo cubano de 52 presos políticos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.