Dispara número de barcos de pesca norte-coreanos que chegam ao Japão


 

Lusa/AO Online   Internacional   30 de Nov de 2017, 08:42

A chegada à costa do Japão de barcos de pesca norte-coreanos que se encontravam à deriva disparou durante o mês de novembro, segundo dados disponibilizados hoje pelas autoridades japonesas.

Este mês, 24 barcos de pesca, aparentemente norte-coreanos, acabaram em águas japonesas, e os seus tripulantes foram por vezes resgatados com vida ou encontrados mortos, disse à agência Efe um porta-voz da Guarda Costeira.

Este número representa quase metade dos 55 casos deste tipo registados este ano pelas autoridades nipónicas, que encontraram nas embarcações a um total de 11 cidadãos norte-coreanos com vida e 18 mortos.

A um mês de terminar 2017, o número de barcos norte-coreanos que acabaram na costa japonesa está em linha com o registado em 2016 (66 barcos), 2015 (45), 2014 (65) e 2013 (80).

A Guarda Costeira acredita que a maioria são embarcações de pesca norte-coreanas que se afastaram demasiado das suas águas territoriais em busca de peixe, sendo arrastadas pelas fortes correntes, características desta época do ano.

Quando os tripulantes são encontrados com vida, as autoridades japonesas tramitam a sua repatriação através da China ou de países terceiros, já que Tóquio não tem relações diplomáticas com Pyongyang.

Alguns especialistas acreditam que o fortalecimento das sanções internacionais contra a Coreia do Norte, juntamente com as fracas colheitas de inverno, pode explicar o facto de mais pescadores se aventurarem cada vez mais longe das águas do seu país, em busca da gambas, caranguejos ou lulas, muito apreciados no mercado local.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.