Religião

Dirigente turco considera um "erro" proibição de minaretes na Suíça


 

Lusa / AO online   Internacional   3 de Mai de 2010, 15:50

O secretário-geral do governo da Turquia para a União Europeia, Haluk Ilicak, considerou esta segunda-feira em Córdoba, Espanha, um "erro" a proibição, determinada em referendo há seis meses, da construção de minaretes na Suíça.
"É um erro, que será seguramente rectificado", dado que "o minarete é uma parte indispensável da cultura religiosa e como tal uma parte fundamental da liberdade religiosa", afirmou Haluk Ilicak na abertura da conferência "A Liberdade Religiosa nas Sociedades Democráticas", promovida pela Presidência Espanhola da União Europeia e pela Aliança de Civilizações e que decorre hoje e terça-feira em Córdoba.

"A intolerância, a falta de entendimento e a discriminação prevalecem na comunidade internacional", disse o responsável turco para quem a democracia é indissociável da "tolerância pelos direitos e visões dos outros, e o direito de resistir à homogeneização cultural".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.