Atentado em Paris

Diretor e mais três cartoonistas do jornal estão entre os mortos

Diretor e mais três cartoonistas do jornal estão entre os mortos

 

Lusa/AO Online   Internacional   7 de Jan de 2015, 11:42

O jornalista, cartoonista e diretor do semanário satírico Charlie Hebdo, Charb, e três cartoonistas do jornal estão entre os 12 mortos do ataque perpetrado hoje na sede da publicação em Paris.

O advogado do jornal confirmou à rádio France Info os nomes dos quatro membros da redação como estando entre os 12 mortos do ataque: Charb, Cabu, Wolinski e Tignous.

Dois homens armados com uma ‘kalashnikov’ e um lança-rockets atacaram hoje a sede do jornal satírico Charlie Hebdo, no centro de Paris, fazendo pelo menos 12 mortos, dois dos quais polícias, e 20 feridos, quatro deles muito graves.

Segundo a televisão pública France Télévision, os membros da redação do Charlie Hebdo estavam reunidos quando ocorreu o ataque.

O jornal Charlie Hebdo tornou-se conhecido em 2006 quando decidiu republicar cartoons do profeta Maomé, inicialmente publicados no diário dinamarquês Jyllands-Posten e que provocaram forte polémica em vários países muçulmanos.

Em 2011, a sede do semanário ficou destruída num incêndio de origem criminosa depois da publicação de um número especial sobre a vitória do partido islamita Ennahda na Tunísia, no qual o profeta Maomé era o “redator principal”.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.