Direção do PSD/Açores aprovada com 84% dos votos

Direção do PSD/Açores aprovada com 84% dos votos

 

Lusa / AO online   Regional   22 de Mar de 2015, 10:38

A Comissão Política do PSD/Açores para os próximos dois anos foi eleita, com 84% dos votos, pelo XXI congresso do partido, havendo apenas mudanças de "mera cirurgia" em relação à anterior.

 

Pela primeira vez, há mais mulheres do que homens na Comissão Política Regional do PSD dos Açores, sublinhou o líder dos social-democratas açorianos, Duarte Freitas, ao apresentar, perante os congressistas, as suas listas aos órgãos sociais do partido para os próximos dois anos, que foram as únicas a disputar a eleição.

Duarte Freitas lembrou que os órgãos sociais do partido tiveram uma "renovação profunda" há dois anos, quando assumiu a presidência do PSD/Açores pela primeira vez, e que optou agora por manter todos os nomes que estão à frente dos diversos órgãos desde essa altura.

"Não se pode andar de dois em dois anos a fazer renovações profundas. É preciso estabilizar equipas, dar tempo para se ganhar experiência e consolidar processos", afirmou.

Duarte Freitas havia sido já eleito presidente da Comissão Política Regional do PSD/Açores em eleições diretas, a 24 de fevereiro, com 92,4% dos votos dos militantes que votaram.

Após a eleição de hoje, na direção do PSD/Açores, como vice-presidentes de Duarte Freitas, mantêm-se Anabela Borba, Luís Pereira de Almeida e Suzete Amaro, sendo a novidade Luís Maurício, que substitui Alexandre Gaudêncio, o autarca da Ribeira Grande, que recentemente foi eleito presidente da Comissão Política de Ilha de São Miguel.

Ricardo Pacheco mantém-se como secretário-geral, enquanto os sete vogais da Comissão Política são Sabrina Furtado, Maria José Duarte, Paula Amarante, Francisco Gaspar, Mónica Sousa, Isabel Silva e Rui Spínola.

Quanto ao Conselho Regional, continua a ser encabeçado por Berta Cabral, ex-presidente do PSD/Açores e atual secretária de Estado da Defesa Nacional, tendo sido eleito com 88% dos votos.

Duarte Freitas anunciou ainda que o escritor Joel Neto passa a ser o diretor do gabinete de estudos do PSD/Açores, depois de ter coordenado, no último ano, o conselho geral de independentes do partido.

Joel Neto fez-se, recentemente, militante do PSD/Açores e vai agora ficar com a missão de preparar o programa eleitoral com que o partido se vai apresentar nas eleições regionais de 2016.

Os congressistas aprovaram ainda por unanimidade as 14 "propostas temáticas" apresentadas ao congresso, depois de Duarte Freitas ter dito que as vai integrar na sua moção global de estratégia, com que foi eleito presidente do PSD/Açores a 24 de fevereiro.

As votações ocorreram por volta das 02:30 locais (3:30 em Lisboa), culminando uma longa jornadas de trabalhos que arrancou às 11:00 de sábado e durante a qual foram apresentadas as 14 propostas temáticas e 52 militantes fizeram intervenções.

Duarte Freitas foi o último orador, já de madrugada, pedindo a palavra para se congratular com esta "vitalidade" do partido, a "qualidade" dos documentos e intervenções e a muita "juventude" que participou nos trabalhos.

"É este o partido que eu ambiciono", afirmou, deixando aos seus "adversários" a mensagem de que não o "levam abaixo" e dizendo-se convicto de que vai ganhar as eleições de 2016.

O XXI Congresso do PSD/Açores encerra hoje com a presença do presidente do PSD e primeiro-ministro, Passos Coelho.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.