Dia Mundial da Tiróide assinala-se hoje com rastreio gratuito

Dia Mundial da Tiróide assinala-se hoje com rastreio gratuito

 

Lusa/AO Online   Nacional   25 de Mai de 2010, 07:06

O Dia Mundial da Tiróide assinala-se hoje com várias ações de sensibilização que alertam para as doenças da tiróide que, apesar de afetarem mais de um milhão de portugueses, ainda são “pouco conhecidas e valorizadas”.

Promovidas pela Sociedade Portuguesa de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo (SPEDM) e a Federação Internacional da Tiróide, as ações incluem um rastreio gratuito à tiróide que decorrerá na Praça da Figueira, em Lisboa, entre as 08:00 e as 14:00.

Durante o rastreio, os profissionais de saúde vão transmitir “mensagens chave sobre a doença e a importância de vigiar a tiróide”, adianta a SPEDM.

No mesmo local, pelas 11:00, serão lançados 2010 balões com mensagens sobre a doença, uma ação que irá decorrer simultaneamente noutros países, com o apoio da Federação Internacional da Tiróide.

Será ainda organizado o primeiro curso para profissionais de saúde, que irá abordar a doença nodular da tiróide na prática clínica.

As doenças da tiróide atingem maioritariamente as mulheres (sete vezes mais mulheres do que homens), grávidas e crianças.

Nas crianças, os problemas da tiróide afetam o seu desenvolvimento físico e mental provocando dificuldades da aprendizagem e mau desempenho escolar.

As estimativas apontam que quatro a cinco por cento da população mundial sofrem de alterações da função da tiróide (hiper e hipotiroidismo), sendo que esta percentagem aumenta para 10 por cento em pessoas com mais de 50 anos.

Cansaço, depressão, prisão de ventre, aumento de peso, diminuição da frequência cardíaca, sonolência e intolerância ao frio são sintomas de quem sofre de hipotiroidismo (baixa ou nenhuma produção de hormonas).

Já os sintomas de hipertiroidismo (produção excessiva de hormonas) são hiperativação do metabolismo, nervosismo, insónia, irritabilidade, aumento da frequência cardíaca, intolerância ao calor, perda de peso e tremores.

De acordo com dados da Sociedade Portuguesa de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo, surgem por ano em Portugal mais de 400 novos casos de cancro da tiróide.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.