Dia dos Avós lembrado hoje de norte a sul do país


 

Lusa/AO On line   Nacional   26 de Jul de 2010, 07:12

Centenas de iniciativas de Norte a Sul do país assinalam hoje o Dia Mundial dos Avós, que se comemora a 26 de julho por ser o dia de Santa Ana e São Joaquim, pais de Maria e avós de Jesus Cristo.

Este dia pretende sublinhar a importância dos avós nas famílias, numa época em que o aumento da longevidade transforma alguns idosos em pilares importantes das estruturas familiares.

Um exemplo disso são as idosas que cuidam dos netos e bisnetos mas também dos seus próprios pais, uma situação "transitória" que se deve ao envelhecimento da população mas que se vai extinguir porque a mulher é mãe cada vez mais tarde.

O coordenador do Instituto do Envelhecimento da Universidade de Lisboa, Villaverde Cabral, explicou à agência Lusa que os casos de coexistência de quatro gerações (tetravós, avós, netos e bisnetos) são "pontuais" e "absolutamente transitórias".

O sociólogo explicou que "isso é uma situação absolutamente transitória, mesmo do ponto de vista demográfico: as mulheres vivem mais mas também têm vindo muito notoriamente a atrasar a sua maternidade".

"A percentagem de mulheres a ter o primeiro filho depois dos 40 anos é cada vez maior e é evidente que essa pessoa não vai ter filhos contemporâneos dos bisavós", exemplificou.

Entre as iniciativas que hoje assinalam este dia, está o Congresso Internacional “A Voz dos Avós: Migração e Património Cultural", em Lisboa, organizado pela Pro Dignitate, e que contará com a presença de diversos especialistas em temas relacionados com a família.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.