Detidas funcionárias do Fundo de Apoio à Coesão por desvio de verbas

Detidas funcionárias do Fundo de Apoio à Coesão por desvio de verbas

 

Ana Carvalho Melo   Regional   20 de Dez de 2016, 10:53

A Polícia Judiciária anunciou que deteve duas mulheres de 55 e 56 anos, funcionárias do Fundo Regional de Apoio à Coesão e ao Desenvolvimento Económico, pela presumível prática continuada, durante os últimos sete anos, do crime de peculato.

Segundo nota da PJ, as detidas, "aproveitando-se das suas funções profissionais e através de indevidas operações de tesouraria, com recurso a irróneas transferências bancárias, de forma articulada entre si, descaminharam de forma sucessiva e em seu proveito, pelo menos um valor que andará próximo dos quatrocentos mil euros".


No decurso da investigação e no âmbito da realização de buscas domiciliárias efetuadas no concelho de Ponta Delgada, foi possível detetar a apreender elementos com interesse probatório.


As detidas, foram presentes a primeiro interrogatório judicial tendo-lhes sido aplicada as medidas coativas de inibição de funções e proibição de se ausentarem da ilha de São Miguel.


Nota do executivo regional acrescenta que estas detenções surgem na sequência de uma auditoria interna mandada instaurar, em 2016, pelo Conselho Diretivo do Fundo Regional de Apoio à Coesão e ao Desenvolvimento Económico, organismo público sob tutela da Secretaria Regional dos Transportes e Obras Públicas, a vários processos administrativos, contabilísticos e financeiros na qual foram detetadas irregularidades que podem configurar a prática de ilícitos criminais.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.