Detetadas mais de 700 irregularidades na construção civil

Detetadas mais de 700 irregularidades na construção civil

 

Lusa/AO online   Nacional   4 de Dez de 2017, 16:04

A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) realizou em novembro uma ação inspetiva nacional na construção civil e encontrou mais de 700 irregularidades relativas à segurança laboral, o que levou à suspensão de 26 obras, foi esta segunda-feira divulgado.


De acordo com um comunicado da ACT, mais de 180 dos seus inspetores desenvolveram, de 13 a 17 de novembro, uma ação inspetiva na construção civil, com o objetivo de promover a redução da sinistralidade no setor.

Nessa semana, foram acompanhados mais de 330 estaleiros de construção civil e visitadas as sedes de cerca de 60 empresas do setor que tiveram acidentes de trabalho no ano passado.

Foram encontradas mais de 700 irregularidades, principalmente relacionadas com andaimes e equipamentos de trabalho.

A ACT considerou que as irregularidades representavam "um perigo grave ou probabilidade séria da verificação de lesão da vida, integridade física ou saúde dos trabalhadores" e, por isso, foram suspensos imediatamente 26 trabalhos em curso.

Segundo a Autoridade, a ação inspetiva beneficiou mais de 2.500 trabalhadores.

No âmbito da iniciativa da ACT foram ainda detetados 26 trabalhadores não declarados.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.