Desmond Tutu recebeu alta do hospital


 

Lusa/AO online   Internacional   21 de Jul de 2015, 14:58

O Nobel da Paz e arcebispo emérito da Cidade do Cabo, Desmond Tutu, recebeu esta terça-feira alta após passar uma semana num hospital da cidade sul-africana devido a uma infeção.

 

O ativista "anti-apartheid" apenas precisará agora de repousar, segundo um comunicado divulgado pela Fundação com o seu nome, citado pela agência espanhola EFE.

"Os médicos foram fantásticos e faremos todos os possíveis para não os dececionar", afirmou a filha do clérigo anglicano, Mpho Tutu.

Desmond Tutu, de 83 anos, deu entrada no hospital na passada quarta-feira por não estar a responder aos antibióticos que tomava contra a infeção que sofria.

A hospitalização do arcebispo não está relacionada com o cancro da próstata que lhe foi diagnosticado há alguns anos, que continua controlado graças à medicação, segundo as mesmas fontes.

A família agradeceu o apoio recebido durante a hospitalização do destacado ativista, que continua a ser uma voz ativa na sociedade civil sul-africana, apesar de os problemas de saúde próprios da idade o terem levado ao hospital várias vezes nos últimos anos.

Desmond Tutu foi galardoado com o Prémio Nobel da Paz em 1984 pela sua denúncia, a partir dos púlpitos, do regime segregacionista do "apartheid" em vigor na África do Sul.

Nos últimos anos envolveu-se, entre outras causas, na luta contra a propagação do vírus da sida, e criticou a corrupção e o suposto autoritarismo do partido no poder no seu país, o seu antigo aliado Congresso Nacional Africano (CNA).

Além de crítico de quaisquer ditaduras e de apoiante da causa palestiniana, Desmond Tutu defende os direitos dos homossexuais e apoia o Tribunal Penal Internacional, criticado como colonialista por numerosos líderes africanos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.