Deslizamento de terras na China provoca dez mortos


 

Lusa/AO online   Internacional   1 de Jul de 2016, 19:06

Um deslizamento de terras na província de Guizhou, na China, registado na sequência das grandes chuvadas que se têm registado nos últimos dias, provocou dez mortos e 12 desaparecidos.

 

O deslizamento de terras, na aldeia de Piano, na província de Guizhou, deixou 29 pessoas soterradas, segundo a agência noticiosa oficial da China, Xinhua.

As equipas de socorro conseguiram resgatar 17 pessoas, das quais sete ainda com vida, mas dez imediatamente declaradas mortas.

O trabalho de resgate continua com cerca de 800 soldados e equipas de resgate no local, de acordo com um comunicado do Departamento de Assuntos Civis da província.

Segundo o Ministério dos Assuntos Civis, citado pela Xinhua, na manhã de hoje foram retiradas 120 mil pessoas das habitações devido às ameaças de cheias ou deslizamento de terras.

Dados oficiais referem que mais de 3.600 casas foram destruídas e que as perdas económicas diretas são de 3,12 mil milhões de yuan (aproximadamente 421 milhões de euros).

O sul da China é frequentemente afetado por cheias no verão, mas as chuvas têm sido particularmente fortes este ano.

Um tornado registado na semana passada em Jiangsu, no leste do país, fez 99 mortos e 846 feridos e deixou desalojadas mais de 1.500 pessoas.

O observatório chinês colocou o sul e leste da China em alerta laranja para tempestades, o segundo nível mais grave numa escala de quatro valores.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.