Designer portuguesa cria linha exclusiva para a Barneys de Nova Iorque


 

Lusa/AO online   Nacional   21 de Mai de 2015, 15:07

A designer portuguesa Ana Romero, de 33 anos, lançou este mês uma linha exclusiva de 18 acessórios de moda e decoração, com a loja nova-iorquina de luxo Barneys.

 

"A oportunidade surgiu a convite da equipa da Barneys. Estavam à procura de um designer com quem colaborar numa coleção exclusiva, como já tinham feito com a designer americana Madeline Weinrib. Aceitei de imediato", explicou à Lusa.

A coleção, que está à venda na loja de Nova Iorque e no sítio da empresa na internet, inclui tabuleiros, almofadas, caixas e capas de telemóvel.

A designer colaborou com esta loja pela primeira vez em 2012, quando lançou uma linha de capas de telemóvel.

"Essa experiência correu bastante bem, com um bom reflexo nas vendas, daí ter surgido este convite", garante.

Nos anos anteriores, as capas de telemóvel da criadora tinham sido uma presença constante na série de televisão "Gossip Girl" e surgido no filme "Finally famous", com Rosario Dawson e Chris Rock.

"Nota-se um efeito, assim que os produtos aparecem", garante a designer.

A portuguesa já vende os seus produtos em vários países, através da internet, mas os Estados Unidos continuam a ser o seu melhor mercado.

"Estar presente num dos principais mercados de moda e 'lifestyle' ajuda a dar legitimidade ao meu trabalho. Por outro lado, a visibilidade num mercado de grande dimensão alcança rapidamente outros mercados graças à globalização e às redes sociais", garante.

Além disso, explica, os Estados Unidos são "um mercado muito dinâmico, em que as empresas, e as pessoas que trabalham nelas, estão muito receptivas ao trabalho de novos designers."

Ana Monteiro licenciou-se em Design de Comunicação, na Faculdade de Belas Artes de Lisboa, e começou a sua carreira criando padrões que eram comprados por várias marcas, como a Macy's e a Anthropologie.

Lançou depois a sua marca, "Ana Romero", no início de 2012, na International Contemporary Furniture Fair, em Nova Iorque.

Agora, prepara uma mudança de conceito para a marca.

"Até agora tenho investido muito no mercado da moda, mas na realidade tenho alcançado mais sucesso noutros produtos, como as capas de telemóvel e os artigos de decoração. Estes produtos prestam-se a desenhos mais complexos e experimentais. Quero voltar à raiz do meu trabalho e dar mais destaque à qualidade artística dos estampados, em vez do produto em si mesmo", explica.

Ana Romero quer também continuar a expor o seu trabalho, como fez no mês passado, na entrada do Grande Auditório do CCB, em Lisboa, a convite da Orquestra Metropolitana.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.