Descobriu-se nova forma de olhar o Universo


 

Lusa/AO online   Ciência   11 de Fev de 2016, 15:52

O físico britânico Stephen Hawking afirmou que a deteção das ondas gravitacionais, a última previsão ainda por comprovar das teorias do físico alemão Albert Enstein, abre a porta a "uma nova forma de olhar o Universo".

 

“A capacidade de as detetar tem o potencial de revolucionar a Astronomia”, disse à estação televisiva britânica BBC o físico teórico de 74 anos, especialista em buracos negros.

A deteção destas ondas, os sinais que grandes cataclismos deixam no Universo, constitui também “a primeira prova de um sistema binário de buracos negros e a primeira observação de buracos negros fundindo-se”, sublinhou Hawking.

“Além de provar a Teoria da Relatividade Geral, podemos esperar ver buracos negros ao longo da história do Universo. Poderemos inclusive ver os vestígios do Universo primordial, durante o ‘Big Bang’”, graças às ondas gravitacionais, salientou o físico.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.