BES

Descoberto novo buraco de 856 ME nas contas do banco


 

Lusa/AO Online   Economia   31 de Jul de 2014, 07:45

O Conselho de Administração do BES encontrou passivos que não constavam nos registos contabilísticos do banco a 30 de junho, pelo que constituiu uma provisão suplementar de 856 milhões de euros, segundo o relatório das contas semestrais hoje divulgado.

"Após a divulgação das exposições ao GES [Grupo Espírito Santo] efetuada ao mercado no dia 10 de julho, o Conselho de Administração tomou conhecimento da existência de duas cartas emitidas pelo Banco Espírito Santo [BES] a benefício de entidades credoras da Espírito Santo International [ESI], cuja aprovação não havia sido realizada de acordo com os procedimentos internos instituídos no banco, nem constava dos seus registos contabilísticos a 30 de junho", lê-se no documento oficial enviado ao supervisor do mercado.

"Para fazer face aos passivos contingentes descritos neste ponto, o CA [Conselho de Administração] decidiu constituir uma provisão de 856 milhões de euros", informou o BES no relatório disponível na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.