Desastres naturais em 2016 causaram prejuízos de 167,5 mil milhões de euros

Desastres naturais em 2016 causaram prejuízos de 167,5 mil milhões de euros

 

Lusa/Açoriano Oriental   Internacional   4 de Jan de 2017, 13:51

Os desastres naturais, incluindo tempestades e terramotos, causaram prejuízos de 167,5 mil milhões de euros, o valor mais elevado desde 2012, mas as vítimas mortais diminuíram para 8.700, anunciou a seguradora alemã Munich Re.

De acordo com esta seguradora da Alemanha, o ano passado ficou marcado por um aumento de quase 70% no impacto financeiro das catástrofes a nível mundial, mas também há a registar uma significativa descida no número de vítimas mortais, que passou de 25.400 em 2015 para 8.700 em 2016.

Entre os maiores desastres naturais apontados estão dois terramotos, um na ilha japonesa de Kyushu, em abril, e as inundações na China em junho e julho, com um impacto de 29,6 mil milhões e 19,1 mil milhões de euros, respetivamente.

A América do Norte, por seu turno, teve o maior número de desastres desde 1980, registando 160 ocorrências, entre as quais o furacão Matthew, que causou 550 mortos só no Haiti e mais de 9,5 mil milhões de euros em prejuízos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.