Ambiente

Desastre químico na Hungria provoca morte de 5 pessoas


 

Lusa/AO online   Internacional   8 de Out de 2010, 12:47

O desastre químico ocorrido na segunda-feira no Leste da Hungria já provocou a morte de cinco pessoas, mais uma pessoa do que constava no balanço de quinta-feira, avançaram esta sexta-feira as autoridades locais.
A vítima mais recente, um homem de 81 anos, sucumbiu aos ferimentos causados pelo acidente industrial e morreu esta sexta-feira no hospital de Vezprem, onde estava internado.

O desastre aconteceu na segunda-feira, quando um reservatório de uma fábrica de bauxite e alumínio na cidade de Ajka (160 quilómetros a oeste de Budapeste) se rompeu, derramando mais de um milhão de metros cúbicos de lama tóxica sobre sete localidades próximas.

O acidente, cujas causas são ainda desconhecidas, causou também 150 feridos e destruiu todo o ecossistema do rio Marcal, directamente atingido pela maré de lamas tóxicas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.