Desabamento do teto do cinema do aeroporto de Santa Maria foi “acidente de percurso”

Desabamento do teto do cinema do aeroporto de Santa Maria foi “acidente de percurso”

 

Lusa/AO Online   Regional   31 de Jul de 2017, 17:31

O secretário regional da Cultura dos Açores afirmou hoje que o desabamento do teto do cinema do aeroporto de Santa Maria, construído pelos Estados Unidos, foi um “acidente de percurso” e não um “rude golpe” para a sua preservação.


“Em relação ao cinema do aeroporto há um processo em curso que se desenvolve desde o ano passado por via de uma adjudicação que foi feita. O que aconteceu no fim da passada semana foi um acidente de percurso”, afirmou Avelino Meneses aos jornalistas, em Vila do Porto, concelho único de Santa Maria, onde o Governo Regional está a fazer uma visita estatutária.

Segundo Avelino Meneses, “o abatimento do teto obrigou a tomar medidas de circunstância” para salvaguardar “a segurança pública”, como a “vedação do lugar” e “a retirada de materiais eventualmente mais perigosos”.

“A partir de agora, o processo continua a desenvolver-se da mesma maneira, incluindo fundamentalmente o seguinte: a assinatura do contrato, o envio para Tribunal de Contas e, depois disso, o início da empreitada”, adiantou.

Questionado sobre o facto de ter passado um ano desde a adjudicação da empreitada, o secretário regional da Educação e Cultura esclareceu que o executivo açoriano lançou “muitas obras”, assegurando que este acidente “não constitui, de maneira nenhuma, um rude golpe na preservação do património mariense” e garantindo que a recuperação será feita sem “cedências de qualquer tipo”.

À pergunta se o facto de considerar a situação como um acidente não é menorizar o estado em que ficou a estrutura, Avelino Meneses explicou que esta “iria ser completamente mexida”, para acrescentar que “se, do ponto de vista administrativo, tudo decorrer com normalidade isto concluir-se-á nos próximos meses”.

O PSD denunciou na semana passada que "grande parte" do antigo cinema do aeroporto de Santa Maria "ruiu" e acusou o Governo Regional, do PS, de "adiar sucessivamente" a recuperação do histórico imóvel.

“Grande parte do antigo cinema do aeroporto, um edifício histórico na ilha de Santa Maria, ruiu. Com este triste acontecimento ruiu também a credibilidade do Governo Regional perante os marienses, já que a tão prometida recuperação do imóvel foi sempre sucessivamente adiada”, afirmou o presidente da comissão política da ilha de Santa Maria do PSD, Paulo Parece, em comunicado.

Em fevereiro do ano passado, o Conselho do Governo dos Açores autorizou a abertura do concurso público para recuperar o cinema, um investimento de quatro milhões de euros visando dotar o imóvel de condições para espetáculos de teatro, dança, música e cinema e para a realização de conferências.

A obra foi adjudicada em agosto de 2016 com um prazo de 540 dias.

O cinema do aeroporto de Santa Maria, uma sala com 501 lugares, está fechado desde 2007 por motivos de segurança, dado o estado de degradação.

A Força Aérea dos Estados Unidos da América (EUA) instalou-se em Santa Maria durante a II Guerra Mundial e ali teve uma base aérea até ir para as Lajes, na ilha Terceira, no início dos anos de 1950.

Como fizeram posteriormente nas Lajes, os EUA construíram em Santa Maria uma pequena cidade para os seus militares, com habitações e infraestruturas como este cinema.

Essas infraestruturas passaram depois para a tutela nacional e, décadas mais tarde, de forma progressiva, para a propriedade da Região Autónoma dos Açores.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.