Deputado do PPM vai prosseguir greve de fome em São Miguel

Deputado do PPM vai prosseguir greve de fome em São Miguel

 

Lusa/AO online   Regional   21 de Fev de 2018, 14:13

O deputado do PPM no parlamento dos Açores cumpre esta quarta-feira o terceiro dia de greve de fome para reivindicar o fornecimento de refeições escolares no Corvo e declarou já que vai prosseguir a greve na ilha de São Miguel.

Atualmente na ilha do Faial, em semana de plenário da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores (ALRAA), o deputado Paulo Estêvão disse à agência Lusa que na sexta-feira rumará à ilha de São Miguel para, em frente à delegação local da ALRAA, em Ponta Delgada, prosseguir a "luta".

"É importante ter visibilidade e, por isso, na sexta-feira parto para São Miguel", vincou o parlamentar do PPM.

Se na terça-feira Paulo Estêvão esteve sentado fora da sala de plenário do parlamento açoriano, e acompanhado por alguns livros, hoje o deputado abandonou esse espaço, mantendo-se todavia nos corredores da ALRAA.

O deputado disse na terça-feira ter partido para a greve de fome depois de "esgotados todos os recursos legislativos e de discussão parlamentar" sobre o fornecimento de refeições escolares aos alunos e pessoal docente e não docente da Escola do Corvo.

O Governo Regional dos Açores passou a contemplar, nos últimos meses, um pagamento às famílias afetadas pela ausência de cozinha e refeitório escolar na ilha menos habitada dos Açores, mas, para o parlamentar do PPM, tal não mais é que uma "desresponsabilização".

Na mais pequena ilha do arquipélago açoriano, o ano letivo arrancou na Escola Mouzinho da Silveira com 42 alunos, que integram turmas entre o primeiro ciclo do ensino básico e o ensino secundário.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.