Deputada do PS acredita na redução de constrangimentos ao uso civil da Base das Lajes

Deputada do PS acredita na redução de constrangimentos ao uso civil da Base das Lajes

 

AO/Lusa   Regional   26 de Jun de 2016, 12:06

A deputada do PS Lara Martinho considerou sábado que estão a ser criadas condições para minimizar os constrangimentos à utilização civil da Base das Lajes, na ilha Terceira.

 

“Relativamente à redução dos efetivos da Base das Lajes, há um conjunto de trabalho que tem sido desenvolvido entre o Governo Regional e o Governo da República para identificar novas alternativas, novas oportunidades, no âmbito da infraestrutura e para eliminar todos aqueles constrangimentos que possam existir ao desenvolvimento dos diferentes setores de atividade na região”, salientou.

A deputada, natural da ilha Terceira, falava, em declarações aos jornalistas, no final de uma reunião do grupo parlamentar do PS na Assembleia da República com o comando da Base Aérea nº 4, nas Lajes, no âmbito das jornadas parlamentares, que decorrem em quatro ilhas dos Açores, sobre a autonomia como fator de desenvolvimento.

Com a redução militar norte-americana na Base das Lajes, que terá um impacto económico e social significativo na ilha Terceira, os líderes políticos e económicos locais têm defendido uma maior utilização civil do aeroporto, mas as exigências de autorizações por parte da Força Aérea Portuguesa têm afastado, por exemplo, as escalas técnicas nas Lajes.

Segundo Lara Martinho, “estão a ser criadas as condições” para valorizar a infraestrutura e para que, em breve, a ilha Terceira possa também ter ligações de companhias aéreas de baixo custo.

“No momento certo vai ser anunciado. Estou convicta de que este ano teremos essa boa notícia. Aliás, já tivemos, porque o senhor Primeiro-Ministro já anunciou. Essa é de facto uma das áreas que aguardamos com mais expectativa”, frisou.

No final de abril, numa visita aos Açores, o Primeiro-Ministro, António Costa, anunciou duas novas rotas “low-cost” a partir do Porto e de Lisboa para a ilha Terceira, bem como uma candidatura do Porto da Praia da Vitória aos financiamentos europeus conhecidos como “Plano Junker”, para “afirmar a sua centralidade no quadro do comércio e das rotas transatlânticas”.

Os deputados socialistas visitaram hoje, também, o Porto da Praia da Vitória, que segundo Lara Martinho tem potencial internacional.

“É necessário criar-se condições para uma candidatura ao “Plano Junker”, potenciando assim este porto como mais uma infraestrutura fundamental no transporte entre a Europa e os Estados Unidos da América”, frisou.

A deputada considerou que estas jornadas serão uma oportunidade para que os parlamentares socialistas tenham uma visão diferente do arquipélago e uma noção mais concreta dos desafios, mas também do potencial que a região pode ter para o todo nacional.

Lara Martinho realçou ainda a “mudança de relacionamento” entre os governos nacional e regional, notória, por exemplo, no Orçamento de Estado, que salvaguardou reivindicações de há muitos anos dos Açores.

As jornadas parlamentares do PS na Assembleia da República, que têm como principais temas o turismo, o setor agroalimentar e a economia do mar, prosseguem na ilha de São Miguel, até segunda-feira.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.