Demissão de Monti arrasta Europa para o vermelho

Demissão de Monti arrasta Europa para o vermelho

 

Lusa/AO online   Economia   10 de Dez de 2012, 09:01

As bolsas europeias estão esta segunda-a cair, após o primeiro-ministro italiano, Mário Monti, ter comunicado no fim de semana que abandonará o governo assim que o parlamento aprovar o orçamento para o próximo ano.

Milão era no arranque da sessão a praça europeia que mais caía, com o índice de referência, o FTSE MIB, a afundar 2,52%.

Nos primeiros minutos das negociações, o Eurostoxx 50, índice que representa as principais empresas da zona euro, seguia a negociar negativo, depois de ter negociado na sexta-feira em máximos de 18 meses, desvalorizando 0,90% para 2.577,92 pontos.

Madrid, Paris, Frankfurt e Londres seguiam igualmente a negociar negativos, recuando, respetivamente, 1,70%, 0,53%, 0,41% e 0,14%.

Lisboa seguia em linha com as praças de referência europeias e perdia 0,79% para 5.393,42 pontos.

O primeiro-ministro italiano, Mario Monti, comunicou sábado ao presidente a intenção de se demitir, depois de Silvio Berlusconi ter retirado o apoio do seu partido ao Governo, e que o vai fazer assim que o parlamento aprovar a legislação orçamental.

Silvio Berlusconi anunciou também no sábado a intenção de se recandidatar a primeiro-ministro nas eleições de 2013.

Entre as referências da sessão, o Parlamento Europeu inicia hoje, em Estrasburgo, a última sessão plenária do ano, marcada pela votação do orçamento da União Europeia para 2013 e pelo debate sobre a próxima cimeira de líderes europeus, dedicada à união económica e monetária.

Na quarta-feira, antecipa-se um dia importante nos mercados, com a reunião da Reserva Federal (Fed) dos Estados Unidos (EUA) e uma reunião extraordinária entre os ministros das finanças da União Europeia (UE) sobre o mecanismo de supervisão bancária.

No final da semana, quinta e sexta-feira, decorrerá por sua vez um Conselho Europeu, onde os 27 chefes de Estado e Governo da UE se juntarão para o último encontro global de 2012.

Esta semana será também divulgado o indicador de confiança alemão ZEW Survey.

O euro abriu hoje em baixa no mercado de divisas de Frankfurt e trocava-se a 1,2909 dólares, enquanto o barril de crude Brent para entrega em janeiro arrancou a sessão em alta no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres e cotava nos 107,63 dólares, mais 0,61 dólares do que na sexta-feira.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.