Decréscimo número de dormidas em Outubro está relacionado com obras


 

Lusa/Ao online   Nacional   13 de Dez de 2007, 05:12

Os estabelecimentos hoteleiros dos Açores registaram em Outubro um decréscimo de 4,4 por cento no número de dormidas em relação a 2006, um dado que o Governo regional justifica com as obras em curso em Ponta Delgada.
Em conferência de imprensa o secretário açoriano da Economia explicou trata-se de um "período passageiros" e "recuperável daqui a alguns meses", após a conclusão das obras na avenida marginal da cidade de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel.

    Duarte Ponte adiantou que o operador Solresor, responsável por trazer à região turistas suecos e noruegueses, cancelou este ano alguns voos durante o mês de Outubro e a totalidade da operação programada entre Novembro e Fevereiro, apontando como principal razão o facto da maior cidade açoriana estar "transformada num estaleiro".

    Apesar do decréscimo do número de dormidas, o governante referiu que houve um crescimento total das receitas, na ordem dos 2,8 por cento.

    Citando dados avançados hoje pelo Serviço Regional de Estatística dos Açores, Duarte Ponte disse que entre Janeiro e Outubro deste ano o crescimento do número de dormidas foi de 1,6 por cento.

    Segundo os dados do SREA, de Janeiro a Outubro deste ano, foram registadas um total de 1.096 mil dormidas nos hotéis, apartamentos turísticos, pousadas, pensões e estalagens, com uma taxa de ocupação por cama de 43,9 por cento.

    Os dados do Serviço Regional de Estatística indicam ainda que, nos primeiros dez meses do ano, os maiores aumentos no número de dormidas se verificaram nas ilhas de Santa Maria (16,6 por cento) e Terceira (14,1 por cento).

    Em contrapartida, as Flores (22,8 por cento), Graciosa (12,3) e Pico (10,3) foram as ilhas que apresentaram decréscimos homólogos acumulados neste indicador da actividade turística, enquanto que São Miguel, a maior do arquipélago, registou uma variação positiva de 0,3 por cento.

    São Miguel concentrou, ainda, 71,1 por cento do total de dormidas, seguindo-se a Terceira (13 por cento) e o Faial (7,9), referem os dados oficiais do SREA.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.