Srebrenica

Debate coloca em jogo visões opostas do futuro da Sérvia


 

Carlos Santos Pereira, Lusa / AO online   Internacional   1 de Abr de 2010, 15:18

A resolução aprovada na terça-feira pelo Parlamento de Belgrado condenando os crimes de Srebrenica inscreve-se na luta política em torno das opções estratégicas da Sérvia que opõe a coligação pró-europeia no poder e os nacionalistas de diversas matizes.
A batalha política travada na Sérvia em torno da resolução sobre Srebrenica colocou face a face fundamentalmente duas atitudes. De um lado, as formações de pendor nacionalista, Partido Radical e Partido Democrático Sérvio à cabeça, que defendiam uma resolução que condenasse globalmente os crimes cometidos durante os conflitos balcânicos dos anos 1990 e que mencionasse explicitamente as atrocidades cometidas contra os sérvios.

Do outro, a coligação pró-governamental, e em particular o Partido Democrático de Boris Tadic e o Partido Socialista, claramente empenhados numa resolução tão próxima quanto possível das posições internacionais sobre a tragédia de Srebrenica.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.