Cristiano Ronaldo termina 2007 em grande e "promete" um 2008 enorme


 

Lusa/AO   Futebol   31 de Dez de 2007, 08:52

O futebolista português Cristiano Ronaldo termina 2007 como líder dos marcadores da Primeira Liga inglesa e da Liga dos Campeões
O futebolista português Cristiano Ronaldo termina 2007 como líder dos marcadores da Primeira Liga inglesa e da Liga dos Campeões e entra em 2008 bem lançado para conquistar todos os “grandes” troféus individuais.
Autor de 21 tentos em 29 jogos efectuados em 2007/2008, ao serviço do Manchester United e da selecção lusa, o extremo luso está a efectuar mais uma temporada memorável, justificando o porquê de ser o melhor jogador europeu da actualidade.
O desaire frente ao brasileiro Kaká e ao AC Milan, nas meias-finais da Liga dos Campeões da época passada (3-2 em casa e 0-3 fora), “roubou-lhe” a “Bota de Ouro” (segundo) e o prémio de jogador do ano da FIFA (terceiro), mas o português vai voltar à “carga”.
Ao “ritmo” dos seus golos, o Manchester United venceu invicto o grupo F da “Champions” (marcou cinco, em cinco presenças), garantindo um lugar nos “oitavos”, e é segundo no campeonato (13, em 16), a apenas dois pontos do líder Arsenal.
Se tem estado em “grande” no United, apesar de a fechar o ano ter falhado uma grande penalidade (o “onze” de Ferguson vencia por 1-0 e acabou derrotado por 2-1 pelo West Ham), Ronaldo também brilhou na selecção “AA” (três golos em sete jogos em 2007/2008), cotando-se como o maior responsável pelo apuramento luso para o Europeu de 2008.
Com o United e Portugal entre os melhores da Europa, Cristiano Ronaldo tem tudo para fazer de 2008 o seu grande ano, isto sabendo-se que para vencer grandes prémios individuais é quase obrigatório juntar-lhes grandes títulos colectivos.
Apesar de não ter ganho a “Champions”, o “17” luso não teve, porém, um ano em “branco” em 2007, já que conquistou a Liga inglesa, provavelmente o mais excitante campeonato em todo o Mundo, e ainda a Supertaça, já esta época, frente ao Chelsea.
No que respeita a distinções, Ronaldo foi eleito, por todos os sectores (sindicato dos jogadores, imprensa e adeptos), como o melhor jogador da Liga inglesa, prémio que, a manter a forma actual, se prepara para arrecadar pelo segundo ano consecutivo.
 Sem ser ponta-de-lança, o sucessor do “7” de George Best, Eric Cantona e David Beckham marcou 12 golos nos últimos 10 jogos pelo Manchester United, incluindo 10 nos derradeiros oito no campeonato, no qual soma 13, contra 11 de Adebayor (Arsenal) e 10 de Anelka (Bolton).
No total, Cristiano Ronaldo totalizou 34 golos (18 na Liga inglesa, oito na Liga dos Campeões, cinco na selecção “AA” e três na Taça de Inglaterra) nos 60 encontros realizados em 2007, ano em que conquistou 40 vitórias, cedendo apenas 13 empates e sete derrotas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.