Cristas diz que é ao bolso da classe média que a esquerda vai buscar o dinheiro

Cristas diz que é ao bolso da classe média que a esquerda vai buscar o dinheiro

 

LUSA/AOnline   Nacional   4 de Set de 2016, 11:57

A presidente do CDS-PP avisou hoje que é ao bolso da classe média que a "esquerda unida" vai buscar o dinheiro, acusando "os campeões dos pedidos de demissão" de estarem "agora caladinhos", para não "interromper a festança das esquerdas".

No encerramento da Escola de Quadros do CDS-PP, em Peniche, Leiria, Assunção Cristas fez um discurso muito duro contra os partidos que suportam o Governo socialista, BE e PCP, acusando-os de ser "farinha do mesmo saco", e assegurou que, em contraponto, "a mudança sensata é a marca de água" dos centristas.

"A classe média que não se iluda: quando a esquerda unida vier dizer que só quer tributar os ricos, é ao bolso da classe média que vai buscar o dinheiro", avisou, criticando o Governo por prejudicar o país, em particular a classe média, "para satisfazer as clientelas das esquerdas unidas".

Segundo a líder centrista, "quem votou nos partidos de esquerda a achar que eles iam fiscalizar o Governo, enganou-se".

"Os campeões dos pedidos de demissão estão agora caladinhos, não vá alguém interromper a festança da esquerda", criticou, referindo-se ao caso das viagens pagas pela Galp ao secretário de Estado dos Assuntos Fiscais ou à polémica que levou depois à demissão do antigo ministro da Cultura, João Soares.

Assunção Cristas lamentou por isso que "quem votou nos partidos da esquerda descobriu que eles se habituaram muito depressa ao poder" e puseram na gaveta "convicções, protestos, hinos e lemas".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.