Natal

Crise faz diminuir donativos monetários

Crise faz diminuir donativos monetários

 

Lusa/AO online   Nacional   22 de Dez de 2010, 09:48

A crise está a afectar os donativos que chegam às instituições que trabalham na área social, principalmente quando o donativo é em dinheiro. A AMI, por exemplo, teve o pior resultado dos últimos dez anos no seu peditório principal.
A secretária-geral da Assistência Médica Internacional (AMI) admite que ainda é cedo para fazer um balanço dos donativos angariados durante o ano de 2010 porque “é na altura do Natal que chega uma grande parte”, mas tem a noção de que houve um decréscimo no valor oferecido pelo cidadão comum.

Luísa Nemésio faz essa avaliação com base no principal peditório de rua anual da AMI, realizado no mês de Outubro, durante o qual não houve um decréscimo no número de donativos, mas sim no valor total angariado.

“Quando se começou a falar mais na crise, nos últimos meses, as perspectivas tornaram-se sombrias e o peditório de Outubro teve um sinal claro dessa tendência. No ano passado fizemos 141 mil euros, este ano fizemos apenas 81 mil euros. É o valor mais baixo dos últimos dez anos”, revelou a responsável.

Para a SOL, uma associação de apoio às crianças infectadas com o vírus da sida, os donativos monetários têm vindo a diminuir há alguns anos, mas 2010 “foi o ano pior”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.