ONU

Crise alimentar no Níger atinge sete milhões de pessoas


 

Lusa/AO online   Internacional   15 de Out de 2010, 16:46

As Nações Unidas alertaram quinta-feira para que sete milhões de pessoas estão ainda a ser afectadas pela crise alimentar no Níger, país africano onde está a subsecretária geral para os Assuntos Humanitários e Coordenação da Ajuda Humanitária.
"Apelamos aos doadores para que mantenham o seu apoio, de forma a garantir que somos capazes de chegar até às populações mais vulneráveis e ajudar a lidar com as causas estruturais das crises que afectam o Níger com crescente frequência”, refere uma nota hoje divulgada pelo Gabinete da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA).

A subsecretária Valerie Amos chegou hoje para uma visita de três dias ao Níger, onde se vai encontrar com governo, agências humanitárias e organizações não-governamentais.

Amos visitará as regiões de Zinder e Diffa, duas das mais afectadas, onde uma crise foi evitada recentemente graças a “ajuda humanitária atempada e melhores chuvas”, refere o OCHA.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.