Crianças vão ser prioridade em 2015 para União Humanitária dos Doentes com Cancro


 

Lusa/AO online   Nacional   13 de Fev de 2015, 16:26

A União Humanitária dos Doentes com Cancro (UHDC) definiu como prioridade para 2015 uma maior aposta na dinamização da sua valência de apoio a crianças com cancro e seus familiares devido ao elevado número de casos de cancro pediátrico.

Nos últimos cinco anos, foram contabilizados pela Direção-Geral de Saúde cerca de 3.000 casos de cancro pediátrico por ano, constituindo a primeira causa de morte infantil, não acidental, após o primeiro ano de vida.

"Porque estamos cientes da importância do apoio a crianças com cancro, este ano pretendemos dinamizar ainda mais a nossa valência de Apoio Multidisciplinar a Crianças com Cancro através de parcerias e contactos com escolas e os institutos de oncologia", diz Cláudia Costa, da UHDC, em comunicado que assinala o Dia Internacional da Criança com Cancro (domingo).

A UHDC lembra que estas crianças passam por internamentos sucessivos, tratamentos, cirurgias, por processos traumáticos fisica e psicologicamente, tanto para elas como para as suas famílias, "tornando-se essencial" o apoio que desenvolve para "ajudar estas crianças e familiares a superarem da melhor forma o cancro".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.