Crescimento da China abrandará para 8,5 por cento em 2011


 

Lusa / AO online   Economia   18 de Jun de 2010, 17:38

A economia chinesa crescerá 9,5 por cento este ano, mas deverá abrandar para 8,5 por cento em 2011, anunciou esta sexta-feira o Banco Mundial no seu relatório trimestral.
“O crescimento deve ser menos conduzido pelo investimento e beneficiar mais do comércio externo favorável, enquanto o consumo deverá permanecer sustentado por um forte mercado laboral”, disse o economista-chefe do Banco Mundial para a China, Ardo Hansson.

A previsão excede a meta do governo chinês, que preconizou para 2010 um crescimento de “cerca de oito por cento”.

O ano passado, o Produto Interno Bruto (PIB) chinês cresceu abaixo dos nove por cento (8,7 por cento), o que não acontecia desde 2001.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.