"Costa Concordia" volta a flutuar

"Costa Concordia" volta a flutuar

 

Lusa/AO online   Internacional   14 de Jul de 2014, 12:27

O paquete "Costa Concordia", que naufragou a 13 de janeiro de 2012 junto à ilha toscana de Giglio, causando 32 mortos, voltou esta segunda-feira a flutuar, anunciou Franco Porcellacchia, um dos engenheiros responsáveis pela operação.

 

"O navio está a flutuar. Está a cerca de um metro acima do fundo", disse este engenheiro numa conferência de imprensa, acrescentando ser preciso mais um metro para o navio poder ser deslocado como previsto.

Para conseguir alcançar este objetivo, as equipas no local começaram a injetar ar em cerca de 30 flutuadores colocados ao longo do corpo da embarcação, de perto de 300 metros de comprimento e 115.000 toneladas, para que suba.

"Trata-se de tornar a embarcação mais leve, reduzir o peso sobre as plataformas", explicou à agência noticiosa francesa AFP Michael Thamm, diretor da Costa.

Uma vez a flutuar, o navio será levado até 30 metros ao largo e a leste da ilha e solidamente posicionado com a ajuda de 36 cabos de aço e 56 correias.

Se esta fase, que se vai prolongar entre seis e oito horas, for conseguida, o navio será levado para o porto de Génova (norte), onde será desmantelado, dois anos e meio depois de ter naufragado.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.