"Corrupção" foi o filme português mais visto em 2007


 

Lusa/Ao online   Nacional   14 de Dez de 2007, 09:30

O filme "Corrupção", que estreou sem a assinatura do realizador João Botelho, foi o filme português mais visto este ano nas salas de cinema, segundo dados do Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA) divulgados hoje.
Dos 14 filmes portugueses que estrearam entre 01 de Janeiro e 05 de Dezembro, "Corrupção" foi o mais visto, com 204.885 espectadores.

    Tendo em conta que até ao final do ano só estrearão mais duas produções nacionais, "Floripes", de Miguel Gonçalves Mendes, (dia 20), e "Call Girl", de António-Pedro Vasconcelos, (dia 27), "Corrupção" foi o que conquistou mais espectadores nas salas de cinema.

    Baseado no livro "Eu, Carolina", de Carolina Salgado, "Corrupção" estreou a 01 de Novembro envolto em grande polémica porque o seu realizador, João Botelho, recusou assinar a montagem final por discordâncias com o produtor Alexandre Valente.

    João Botelho, que assina também o argumento em conjunto com Leonor Pinhão, alegou que não se revia na montagem final feita pela Utopia Filmes, de Alexandre Valente, por conter imagens e uma banda sonora que não coincidia com a sua montagem.

    Esta é a primeira vez na história do cinema português que um realizador não assina um filme que rodou.

    No entanto, João Botelho garantiu à agência Lusa que irá apresentar a sua versão de "Corrupção", que conta com as participações de Nicolau Breyner e Margarida Vilanova nos principais papéis, rementendo qualquer explicação para o início de 2008.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.