Coreia do Sul reafirma responsabilidade de Pyongyang no naufrágio da corveta Cheonan


 

Lusa/AO online   Internacional   13 de Set de 2010, 15:31

A Coreia do Sul reafirmou esta segunda-feira a responsabilidade da Coreia do Norte no naufrágio em Março do navio Cheonan que matou 46 marinheiros de Seul ao revelar a totalidade da investigação internacional do incidente.
Segundo o Ministério da Defesa da Coreia do Sul, o relatório final acrescenta detalhes à investigação e demonstra claramente a autoria norte-coreana no afundamento do navio da marinha de Seul.

Pyongyang, que hoje recebeu a notícia do envio de ajuda humanitária de Seul, tem negado qualquer responsabilidade no caso.

A corveta Cheonan afundou-se a 26 de Março numa zona do mar junto à linha de fronteira com a Coreia do Norte e uma equipa de 73 peritos da Coreia do Sul, Estados Unidos, Reino Unido, Austrália e Suécia revelou a 20 de Maio que o naufrágio foi uma consequência de uma explosão de um torpedo lançado por um submarino da Coreia do Norte.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.