Coreia do Norte proíbe redes wi-fi nas embaixadas para internet ser inacessível

Coreia do Norte proíbe redes wi-fi nas embaixadas para internet ser inacessível

 

LUSA/AO online   Internacional   11 de Set de 2014, 15:52

A Coreia do Norte proibiu os estrangeiros que residem no país de usar ligações por wi-fi para aceder à internet, aparentemente para evitar que os cidadãos locais consigam usá-las para se ligarem ao exterior.

De acordo com um decreto governamental que é hoje noticiado pela revista online especializada na Coreia do Norte NKNews e citado pela agência de notícias espanhola Efe, as embaixadas, as organizações não governamentais e os funcionários estrangeiros foram notificados de que devem "abolir" o uso de redes sem fios porque elas "produzem certos efeitos colaterais" que não são especificados.

O decreto, com data de 13 de agosto, estipula que a multa pode ir até cerca de 8.500 euros e foi publicado no mesmo mês em que a revista 'The Diplomat' noticiou que as habitações ao lado de embaixadas e edifícios de organismos internacionais que utilizam este tipo de ligações sem fios em Pyongyang estavam a aumentar significativamente os preços.

A razão deste aumento estaria ligada com a possibilidade de aceder às redes sem fios com internet, que é encarado como um desejo dos cidadãos da hermética Coreia do Norte - onde apenas uma pequena parte da elite do regime dirigido por Kim Jong-un tem autorização para se ligar à internet.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.