Contador do século XVI produzido nos Açores vai a leilão por 50 mil euros


 

Lusa/AO Online   Regional   25 de Jun de 2015, 18:32

Um contador Renascentista do século XVI produzido nos Açores, vai a leilão em julho, em Lisboa, por uma base de licitação de 50 mil euros, anunciou hoje a Veritas Art Auctioneers.

De acordo com a leiloeira, trata-se de um raro exemplar de mobiliário produzido nos Açores com decoração embutida em cedro das ilhas, sanguinho, teixo e outras madeiras, com estimativa de licitação entre 50 mil e 70 mil euros.

O contador está decorado com madeiras que representam flores e pássaros e tem no interior catorze gavetas com ferragens originais produzidas no século XVI.

De acordo com o catálogo, existem poucos exemplares conhecidos desta peça de mobiliário que terá sido criada entre 1550 e 1560, provavelmente inspirada num estilo espanhol.

Este tipo de mobiliário açoriano foi estudado e identificado por José Jordão Felgueiras em artigo intitulado: “O desconhecido Mobiliário Açoreano do Século de Ouro. A propósito do despropósito Contador de Argote”, na revista Museu, uma publicação do Círculo Dr. José de Figueiredo.

Na área da pintura, o leilão irá apresentar o óleo sobre tela "Crianças espreitando", da autoria do artista José Malhoa (1855-1933), proveniente de uma coleção particular, cuja estimativa varia entre os 36 mil e os 50 mil euros


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.