Consumidores com 'smartphones' podem pagar compras por débito sem usar cartões


 

Lusa/AO online   Economia   10 de Dez de 2014, 16:49

Os consumidores em Portugal com 'smartphones' [telefones inteligentes] podem, a partir desta quarta-feira, pagar as suas compras por débito em 200 lojas sem terem de usar os cartões de pagamento tradicionais.

 

Em declarações à agência Lusa, João Pedro Duarte, responsável da SEQR Portugal, empresa do grupo Seamless, que é um dos principais fornecedores de sistemas de pagamento para telemóveis a nível mundial, explicou que “o SEQR é uma carteira móvel, que pretende revolucionar a indústria de pagamentos”.

Através da aplicação SEQR deixou de ser necessário ao consumidor andar com uma carteira cheia de cartões de pagamento, cartões de fidelização e recibos, pois é possível guardar tudo no ‘smartphone’.

Esta solução tecnológica (SEQR) aparece como “um complemento aos pagamentos com cartão ou dinheiro", sendo "utilizado de forma independente", salientou João Pedro Duarte.

Para o gestor, o SEQR posiciona-se hoje em dia como “alternativa à indústria de cartões e às suas taxas elevadas, reduzindo os custos para os lojistas e tornando a vida mais facilitada para os consumidores”.

“Não se trata da extensão de uma transação com cartão que transitou para o telemóvel”, comentou à Lusa, lembrando que “este sistema de pagamento inovador é gratuito para os consumidores e mais económico para os lojistas”.

Além disso, a tecnologia é baseada num sistema de transação desenvolvido pela Seamless que oferece aos lojistas e consumidores “uma solução única e 50% mais rápida que os sistemas tradicionais de pagamento".

Com esta tecnologia, o SEQR, é possível fazer pagamentos, entre outros, em lojas e ‘online’, restaurantes, parques de estacionamento, bombas de gasolina e máquinas de ‘vending’ (de bebidas frias e quentes, ‘snacks’ e tabaco), além de permitir transferir dinheiro e receber ofertas e promoções direta e gratuitamente.

As cerca de 200 lojas em Portugal deverão aumentar para 500 no final deste ano e passar para as 2.000 no final do primeiro semestre de 2015.

João Duarte referiu ainda à Lusa que a plataforma de transação única do SEQR, desenvolvida pela Seamless, permite às lojas diminuir significativamente as comissões interbancárias, comparando com as cobradas pelas empresas de cartões tradicionais e possibilitar que os consumidores possam fazer compras, nesta fase, até aos 250 euros.

Entre as empresas que em Portugal escolheram o SEQR estão a McDonald’s, Starfoods, NATA Lisboa, Science 4 You, grupo Lanidor e a Eurest.

A Suécia foi o primeiro país onde se implantou pela primeira vez esta tecnologia inovadora, tendo-se expandido depois à Roménia, Finlândia e Bélgica.

Na mira da empresa estão outros países como a Espanha, Itália e o Reino Unido.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.