Consulado português fechado, portugueses não podem passar Natal nos Açores


 

Lusa/Ao online   Nacional   18 de Dez de 2007, 07:21

Portugueses residentes nas Bermudas estão impedidos de passar o Natal nos Açores porque o consulado de Portugal em Hamilton está novamente encerrado e não conseguem renovar os passaportes, denunciou hoje à Agência Lusa o líder comunitário Eddy Mello.
"Os portugueses nas Bermudas sentem-se abandonados e indignados com o governo de Lisboa", disse Eddy de Mello, adiantando que os emigrantes com passaportes caducados não conseguem sair da ilha, nem mesmo para se deslocarem ao consulado de Boston, nos Estados Unidos, posto mais próximo.

    Desde 2001, quando ficou sem titular, o consulado de Portugal em Hamilton funciona intermitentemente com o Ministério dos Negócios Estrangeiros a destacar por breves períodos um funcionário dos seus quadros.

    O último funcionário que passou pelas Bermudas foi em Outubro, permanecendo desde então com as portas fechadas.

    Residem nas Bermudas cerca de 11 mil portugueses.

    Eddy Mello contou que há portugueses desesperados, uma vez que já tinham os bilhetes de avião comprados para passar o Natal nos Açores, mas não conseguem sair da ilha porque não têm passaportes.

    Eddy Mello sublinhou que a situação é ainda mais grave quando "passaportes portugueses estão em armazéns de empresas de transportes e não podem ser entregues a quem deles está à espera porque o consulado está encerrado".

    As ilhas Bermudas são uma região autónoma sob dependência do Reino Unido, situada no oceano Atlântico. Os cerca de 11 mil portugueses que ali residem são oriundos sobretudo dos Açores e trabalham, na sua maioria, no turismo, restauração e jardinagem. Depois da vaga de emigração dos anos 60 e 70, o fluxo migratório para as Bermudas diminuiu bastante.

    No entanto, o meio associativo português em Hamilton estima que cerca de três mil portugueses estejam no território com contrato de trabalho, mantendo fortes ligações com a terra de origem e precisando de apoio consular frequente.

    No âmbito da reestruturação consular, o governo português vai transformar o consulado de Portugal em Hamilton em consulado honorário, mas até à data desconhece-se o nome do futuro cônsul honorário.

    Eddy Mello, convidado pelo governo português para ser cônsul honorário nas Bermudas, adiantou à Lusa que não aceitou o convite, referindo apenas que não está interessado.

    A Agência Lusa contactou a Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, mas não obteve ainda qualquer esclarecimento.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.