Consórcio de instituições abre quinta comunitária em São Miguel


 

Lusa/AO Online   Regional   28 de Set de 2016, 11:18

Um conjunto de instituições juntaram-se em consórcio e criaram uma quinta pedagógica e comunitária em São Miguel, que abre no sábado nas Capelas, concelho de Ponta Delgada, após recuperação das antigas instalações da Casa do Gaiato.

 

A Quinta do Norte resulta da reabilitação do antigo imóvel da Casa do Gaiato na vila de Capelas, na sequência de uma parceria entre a Secretaria Regional da Solidariedade Social, a associação Arrisca, a Norte Crescente, a Novo Dia, a Casa do Gaiato de São Miguel, a Cresaçor e a Tetrapi.

Célia Pereira, da cooperativa de economia solidária Cresaçor, entidade gestora do projeto, explicou que a Quinta do Norte está aberta a toda a comunidade e não apenas aos públicos apoiados por estas organizações, nomeadamente crianças e jovens em situação de risco.

“A Quinta do Norte é o resultado de um trabalho de cooperação desenvolvido por este consórcio de instituições, que pretende aliar a multiplicidade de conhecimento e respostas que estas entidades preconizam e criar uma quinta pedagógica onde a comunidade poderá usufruir de diversas atividades”, sublinhou, acrescentando que o espaço vai ter encontrados animais e produção agrícola sustentável.

Segundo a responsável, a ideia é "inovar, criar valor e diferenciar num espaço aberto e acessível à comunidade, de estímulo à aprendizagem, à experimentação agrícola e à valorização das tradições".

“Vamos desenvolver atividades pedagógicas vocacionadas para crianças e jovens, atividades ligadas à formação profissional, nomeadamente na área do empreendedorismo de base rural, onde poderão encontrar produção agrícola sustentável, além de inúmeras ações de valorização das tradições locais aliadas à inovação agrícola, social e inclusiva. Teremos ainda atividades turísticas e de lazer que estarão disponíveis para usufruto da comunidade”, acrescentou.

Além dos utentes apoiados por estas organizações, alunos e famílias poderão também visitar a quinta e ter acesso às atividades disponíveis, sob marcação prévia em caso de grupos.

A quinta, propriedade do Governo Regional dos Açores, albergava as antigas instalações da Casa do Gaiato de Capelas, imóvel que "estava num estado de grande degradação e abandono", afirmou Célia Pereira.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.