Conselho Geral Independente da RTP toma posse nos próximos dias

Conselho Geral Independente da RTP toma posse nos próximos dias

 

Lusa   Regional   7 de Set de 2014, 20:42

O Conselho Geral Independente que irá, nomeadamente, definir o modelo futuro para a RTP nos arquipélagos dos Açores e da Madeira vai ser nomeado nos próximos dias, disse hoje o ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional, Poiares Maduro.

“Vamos ter a nomeação formal, a tomada de posse dos membros do Conselho Geral Independente nos próximos dias”, disse à Lusa Poiares Maduro, remetendo para depois da nomeação as decisões em relação serviço público da RTP nos arquipélagos dos Açores e da Madeira.

O ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional, que tutela a comunicação social, reagia assim, quando questionado, ao pedido do Governo dos Açores que pediu a Poiares Maduro para ser informado sobre a "calendarização" do processo do serviço público de rádio e televisão no arquipélago.

Na carta dirigida ao ministro o executivo açoriano diz aguardar desde julho pelo agendamento de uma reunião com o ministro que, numa deslocação aos Açores, em abril apresentou uma proposta para a RTP/Açores que passa pela criação de uma empresa regional para garantir a parte de conteúdos audiovisuais, ficando a RTP com a área da informação.

Sem avançar datas para os próximo passos do processo, Poiares Maduro disse preferir “esperar pelo Conselho Geral Independente que é quem vai ter agora um papel de decisão fundamental em matéria de RTP e da forma como a RTP deve cumprir com o serviço público à luz do contrato de serviço público da RTP”.

Ao ministro caberá, segundo Poiares Maduro, “colaborar na discussão que vai existir para definir qual é o melhor modelo futuro para os centros regionais”.

E esse, acrescentou, terá que “garantir racionalidade económica” em cujo esforço a empresa terá que colaborar, “garantir a continuação do serviço público nos Açores e na Madeira e os investimentos que são necessários” alguns dos quais já a ocorrer, mas sendo ainda “necessário que investimentos ulteriores ocorram para garantir a qualidade do serviço público”, nos dois arquipélagos.

O ministro falava em Óbidos onde hoje inaugurou as novas instalações da Escola Básica e Secundária Josefa d’Óbidos após uma requalificação de seis milhões de euros, dos quais 4,8 milhões financiados pelo QREN (Quadro de Referência Estratégica Nacional) e 1,2 milhões pelo Ministério da Educação.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.