Conselho da UE rejeita proposta de eurodeputados para orçamento da UE em 2018

Conselho da UE rejeita proposta de eurodeputados para orçamento da UE em 2018

 

Lusa/AO online   Economia   25 de Out de 2017, 14:46

O Conselho da União Europeia (UE) rejeitou as alterações aprovadas pelo Parlamento Europeu (PE), em Estrasburgo, para o orçamento comunitário de 2018, abrindo um processo negocial com um prazo de três semanas.

Segundo um comunicado, o Conselho da UE indicou ao PE que "não pode aceitar todas as emendas" que este hoje aprovou, numa votação em sessão plenária, para o orçamento de 2018 da UE.

Esta rejeição implica a abertura de um processo de conciliação -- os trílogos, com a participação do Conselho, PE e Comissão -- com início em 31 de outubro e um prazo até 20 de novembro para se chegar a um acordo.

Numa proposta de orçamento hoje aprovada por 416 votos a favor, 163 contra e 90 abstenções, os eurodeputados defenderam que as verbas destinadas a compromissos cheguem aos 162 mil milhões de euros e que a referente a pagamentos ascenda aos 146 mil milhões.

Estes valores são, respetivamente, 3% e 9% superiores às orçamentadas para este ano, defendendo os eurodeputados um reforço no investimento no crescimento e emprego, designadamente na luta contra o desemprego jovem, e na segurança.

A Comissão Europeia tinha proposto uma verba de 160 mil milhões de euros em compromissos, que o Conselho Quer reduzir para 158,9, e de 145 mil milhões para pagamentos (144 mil milhões, na proposta dos Estados-membros).



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.