Conselho Coordenador de Politécnicos com verbas reduzidas corta nos estudantes


 

Lusa/AO Online   Nacional   2 de Fev de 2016, 15:23

A Federação Nacional de Associações de Estudantes do Ensino Superior Politécnico alertou hoje para o risco de terem de anular determinadas atividades devido à suspensão da verba anual que recebiam do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP).

 

“Todos os anos a Federação recebe do CCISP o subsídio anual para organizar o encontro nacional de politécnicos, fazer formação de dirigentes e as outras atividades, tal como está previsto na lei”, contou à Lusa João Cardoso, presidente da Federação Nacional de Associação de Estudantes do Ensino Superior Politécnico (FNAEESP), adiantando que o apoio ronda os cinco mil euros.

No entanto, na semana passada, a FNAEESP ficou a saber que não vai receber o subsídio relativo a 2015, “porque o CCISP sofreu uma quebra de verbas de 25% devido à saída dos Institutos Politécnicos de Coimbra, Lisboa e Porto do conselho coordenador”, contou o presidente da FNAEESP.

Contactado pela Lusa, o presidente do CCISP, Joaquim Mourato, confirmou a informação, explicando que aquele organismo “viu o seu orçamento ser reduzido pela falta de pagamento das quotas por parte de algumas instituições, o que obrigou ao corte acentuado de despesas previstas para 2015”.

A redução de verbas afetou o apoio à FNAEESP, mas também “outras rubricas que implicam o próprio funcionamento do Conselho e ações de promoção do Ensino Superior Politécnico", acrescentou Joaquim Mourato em resposta escrita.

Apesar das dificuldades financeiras, o presidente do CCISP diz ter “interesse em continuar a apoiar a Federação, o que fará logo que seja possível”.

Garantindo que esta é a maior receita para o seu funcionamento, a FNAEESP acusa o CCISP de não apoiar estudantes: “É assim, com alguma revolta, que a FNAEESP, organização que representa as associações académicas e de estudantes do Ensino Politécnico, vê a sua atividade ser estrangulada pela estrutura dirigida pelos presidentes dos Institutos Politécnicos Portugueses”, diz a estrutura num comunicado enviado para a Lusa.

O presidente CCIPS lembra, por seu turno, que nos últimos anos tem "atribuído proativamente à FNAEESP uma verba que visa promover e apoiar a sua atividade na defesa dos interesses dos estudantes" e que pretende continuar a fazê-lo “logo que seja possível”.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.