Conferência climática de Durban aprova acordo histórico

Conferência climática de Durban aprova acordo histórico

 

Lusa/AO Online   Internacional   11 de Dez de 2011, 14:39

A presidente da conferência climática de Durban (COP17), a ministra sul-africana Maité Nkoana-Mashabane, anunciou que os 194 países chegaram a acordo sobre um programa para definir um novo rumo para combater as alterações climáticas nas próximas décadas.

O plenário informal da 17ª Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas Contra as Alterações Climáticas (UNFCCC), reunido desde a 01:00 hora local (23:00 de sábado em Lisboa), chegou a acordo para iniciar as negociações de um novo acordo para colocar os países sob o mesmo regime legal e reforçar o seu compromisso para controlar a emissão dos gases de estufa. O compromisso deverá entrar em vigor o mais tardar até 2020.

O acordo foi alcançado após a resistência da Índia e China, e de longas horas de negociação, que levaram a apelos da União Europeia, Estados Unidos e Brasil e da própria Maité Nkoana-Mashabane, de "não fazer de Durban uma oportunidade perdida".

"Concordámos em adotar" o novo texto, disse a ministra indiana do Ambiente, Jayanthi Natarajan.

Os documentos discutidos e que farão parte do Pacote de Durban incluem o segundo período de vigência do Protocolo de Quioto, o relatório do grupo de trabalho de cooperação de longo prazo (AWG-LCA), o Fundo Climático Verde e a Plataforma de Durban.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.