Sociedade

Confederação das Associações de Família preocupada com medidas de austeridade

Confederação das Associações de Família preocupada com medidas de austeridade

 

Lusa/AO online   Nacional   13 de Out de 2010, 18:29

A Confederação Nacional das Associações de Família (CNAF) manifestou esta quarta-feira "veemente preocupação" quanto aos efeitos das medidas de austeridade sobre a situação social, económica e financeira do País, nomeadamente nas "famílias mais carenciadas".
"Desde logo, a CNAF não compreende como se pretende salvaguardar os riscos da execução orçamental até ao final do ano, antecipando-se, já para 2010, de entre as várias medidas anunciadas para 2011, a eliminação do aumento extraordinário de 25 por cento do abono de família nos 1.º e 2.º escalões e a eliminação dos 4.º e 5.º escalões desta prestação", segundo um comunicado.

A CNAF lembra que, assim "quem tiver rendimentos brutos mensais superiores a 628 euros vai perder o direito ao abono de família já este ano".

Por outro lado, é "com muita preocupação" - acrescenta - "que se assiste à vontade do Governo em decretar, cegamente, um aumento em 2 por cento da taxa do IVA, já elevada, que irá onerar consideravelmente os bens de consumo e a qualidade básica de vida das famílias mais desfavorecidas".

A CNAF reclama do Governo "o reforço dos apoios concedidos às famílias portuguesas, em particular as mais carenciadas, que têm aumentado com a recessão em curso".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.