Concurso Angra Rock diversifica prémios para atrair mais bandas

Concurso Angra Rock diversifica prémios para atrair mais bandas

 

Lusa/Açoriano Oriental   Regional   9 de Mar de 2017, 17:24

O concurso Angra Rock, que se realiza pela 18ª vez, em abril, em Angra do Heroísmo aposta este ano na diversificação de prémios para atrair mais bandas.

"Estamos a falar do concurso que se realiza há mais anos consecutivos em Portugal e é, sem dúvida, um concurso que é referência nos Açores", salientou Hélio Vieira, fundador do Angra Rock, numa conferência de imprensa, em Angra do Heroísmo, na ilha Terceira.

A iniciativa, que habitualmente conta com a participação de bandas de várias ilhas do arquipélago, não apenas de rock, deu visibilidade a muitos músicos açorianos ao longo de quase duas décadas.

"Praticamente todos os músicos da Terceira, ou pelo menos aqueles que estão mais ligados à parte da composição, já passaram pelo Angra Rock", frisou Hélio Vieira.

Até 2011, o Angra Rock incluía também um festival, que motivava a inscrição de bandas locais, pela possibilidade de pisarem o mesmo palco de bandas nacionais e internacionais.

No entanto, o festival foi cancelado e dificilmente regressará, segundo Raquel Ferreira, vereadora da Câmara de Angra do Heroísmo, município que financia o projeto.

"Nos próximos anos não haverá [festival], porque as verbas são mais restritas", adiantou a vereadora, revelando que o concurso tem atualmente um orçamento de 11.500 euros.

Apesar do cancelamento do festival, Hélio Vieira considera que continua a fazer sentido realizar o concurso para incentivar a criação de temas originais.

"Há um problema, não é só na Terceira, é nos Açores, no que se refere à criação de música original. São iniciativas como esta que podem contribuir para reverter esta situação. Se não for feito nada para apoiar estes projetos, eles não aparecem", defendeu.

No ano passado, o concurso contou apenas com seis inscrições, pelo que a organização decidiu criar nesta edição mais prémios para incentivar a participação.

Além do prémio de melhor banda, são criados prémios para melhores tema e intérprete, sendo que cada grupo receberá um incentivo pela participação de 150 euros.

Há ainda um prémio para melhor letra, que será musicada pelas bandas a concurso na próxima edição.

"Aquilo que nós pretendemos com esta edição é, cada vez mais, marcar e cimentar a posição de que este é um espaço destinado à criatividade, no qual existe espaço para todos os géneros musicais", frisou Décio Santos, presidente da Associação Juvenil da Ilha Terceira, que organiza o concurso.

O Angra Rock regressa este ano à Praça Velha, no centro histórico de Angra do Heroísmo, onde foi realizada a primeira edição, em 2000.

A final realiza-se a 22 de abril, mas nos dois fins de semana anteriores haverá quatro eliminatórias em espaços comerciais e bares da cidade.

As inscrições estão limitadas a oito bandas e as quatro finalistas serão escolhidas por um júri e pela votação do público.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.