Concessão de crédito às famílias pode ser afectada "mas não para já"


 

Lusa / AO online   Economia   28 de Abr de 2010, 18:44

O presidente da Associação Portuguesa de Bancos (ANB), António de Sousa, admitiu esta quarta-feira que a concessão de crédito às famílias pode "efectivamente ser afectada", mas ressalvou que isso "não vai acontecer para já".
"A questão da concessão de crédito [às famílias] pode, efectivamente, ser afectada, mas por uma coisa que não tem a ver com a situação actual e que não vai acontecer para já", esclareceu António de Sousa à margem da cerimónia de Toque do Sino dedicado à Literacia Financeira, que decorreu no edifício da Euronext Lisbon, em Lisboa.

De acordo com o presidente da APB, "a legislação que está a ser preparada, quer a nível do acordo de Basileia, quer da União Europeia, em relação a restrições ou aumentos substanciais de capitais, é algo que pode afectar o montante de crédito que possa ser concedido pelos bancos neste momento, mas isso não é uma restrição".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.