Comunistas promovem acção de potesto nacional


 

Lusa/AO On line   Nacional   20 de Mai de 2010, 06:55

 PCP promove hoje uma iniciativa nacional para contestar as medidas de austeridade, que considera não resolverem os problemas do país e constituírem um “roubo aos salários”, disse o secretário geral comunista, Jerónimo de Sousa. Entre portas os comunistas saem à rua, de manhã, na Ribeira Grande e à hora do almoço contactam com trabalhadores da Cofaco, em Rabo de Peixe
.

Com as medidas adicionais ao Programa de Estabilidade e Crescimento acordadas na semana passada entre PS e PSD, os trabalhadores portugueses vão receber, no próximo ano, menos um salário, afirmam os comunistas.

“Isto é inaceitável quando não se taxam as grandes sociedades, os grandes grupos económicos, a banca, com uma tributação justa”, referiu Jerónimo de Sousa.

Para o PCP, as medidas não vão resolver os problemas do país, limitando-se a “carregar sobre quem menos tem e menos pode, quem vive do seu salário, da sua reforma ou pensão salarial”.

Na véspera da discussão da moção de censura ao Governo na Assembleia da República, a ação, com distribuição de documentos nos locais de trabalho, junto a terminais de transportes e nas ruas de diversos pontos do país, pretende alertar os portugueses contra “este caminho para o desastre, a acentuação das injustiças e o aumento da pobreza”, que, para o PCP, decorrem do pacote de medidas de austeridade.

“Dizemos bem, é um roubo nos salários”, afirmou Jerónimo de Sousa, questionando a justificação destes “sacrifícios”.

“Sacrifícios para quê? Para resolver os problemas nacionais? Não, é apenas para combater o défice, quando a questão central que se coloca a Portugal é a dívida externa, pública e privada, resultante da quebra do aparelho produtivo e da produção nacional”, defendeu o líder comunista.

A jornada nacional comunista culmina hoje à noite com um comício em Lisboa, na Voz do Operário, altura em que Jerónimo de Sousa deverá insistir no apelo à participação na manifestação convocada pela CGTP para o próximo dia 29.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.