Finanças regionais

Comparar Açores à Madeira só "por ignorância ou má-fé"

Comparar Açores à Madeira só  "por ignorância ou má-fé"

 

Lusa / AO online   Regional   28 de Jan de 2010, 15:08

O presidente do Governo Regional, Carlos César, considerou esta , em Bruxelas, ser um "escândalo" alguém pensar, "por ignorância ou má-fé", que os problemas financeiros dos Açores são idênticos aos da Madeira.
"Eu acho que o que é um escândalo é, por ignorância ou por má-fé, alguém pensar que os Açores são iguais à Madeira", respondeu Carlos César depois de confrontado com afirmações do presidente do Governo da Madeira.

Alberto João Jardim classificou quarta-feira de "escândalo" as verbas do Orçamento do Estado para a Madeira, pedindo para se fazer uma "comparação" de todas as verbas com os Açores, "desde o PIDDAC, às transferências da Lei de Finanças Regionais e às transferências para as câmaras".

"Comparem com os Açores e vejam se não estamos a ser chamados de portugueses de terceira", afirmou Jardim.

"Eu não quero dizer que a Madeira tem um problema de excesso de despesa, o que eu quero dizer é que para se atingirem os mesmos objectivos nos Açores necessariamente temos de investir muito mais dada a nossa dispersão territorial, dado o nosso número maior de ilhas e [termos]praticamente a mesma população do que a Madeira", precisou o presidente da Região Autónoma dos Açores.

Carlos César considerou que "o que seria censurável seria não aplicar a lei no caso da proposta de Orçamento do Estado" para 2010, acrescentando que "o Governo da República cumpre a lei", ficando os Açores "satisfeitos com isso".

Carlos César fez estas declarações à saída de uma audiência com o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.