Comissão de inquérito aos transportes marítimos nos Açores inicia audições em setembro


 

Lusa/AO Online   Regional   27 de Jul de 2015, 19:37

A comissão de inquérito aos transportes marítimos nos Açores, criada no parlamento da região, decidiu que vai começar as audições em setembro e vai deixar para o final os membros do Governo açoriano que quer ouvir.

 

A comissão esteve hoje reunida, na ilha do Faial, e decidiu agendar para setembro as audições dos presidentes dos conselhos de administração das empresas Portos dos Açores, Atlanticoline e Transmaçor e do capitão do porto da Horta.

No caso a Atlanticoline, será ainda ouvido o anterior presidente da empresa.

A comissão deverá depois ouvir os anteriores secretários regionais com a tutela dos transportes nos governos dos Açores Duarte Ponte e Vasco Cordeiro. Este último é atualmente o presidente do executivo açoriano.

Será também ouvido o atual secretário regional dos Transportes, Vítor Fraga.

O presidente da comissão, o social-democrata João Bruto da Costa, disse à Lusa que os deputados decidiram também hoje solicitar à mesa da Assembleia Legislativa dos Açores que esclareça quando começou a contar o prazo para apresentação do relatório deste inquérito.

A dúvida tem a ver com um mês "de interregno" entre a primeira reunião dos deputados da comissão e a tomada de posse da mesa que a preside, devido a um conflito entre o PS e os restantes partidos (toda a oposição), já que os socialistas recusavam aceitar o nome de João Bruto da Costa, indicado pelo PSD.

Assim, o prazo para conclusão dos trabalhos pode ser 04 de outubro ou 01 de novembro, explicou Bruto da Costa, que acrescentou que, porém, o PSD, como partido que teve a iniciativa de criar a comissão, pode pedir uma prorrogação.

A comissão de inquérito foi criada para investigar acidentes ocorridos no final do ano passado no Pico, num dos quais morreu um passageiro da Transmaçor, uma das empresas públicas açorianas que assegura o transporte marítimo de pessoas e viaturas no arquipélago.

A comissão vai ainda analisar investimentos feitos em portos e barcos nos Açores.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.