Política

Comemorações dos 200 anos de independência do México


 

Lusa/AO online   Internacional   15 de Set de 2010, 12:01

O México começou na terça-feira a celebrar os 200 anos da sua independência, com a participação de representantes de 50 países, prevendo-se para hoje a cerimónia do Grito, com a presença do presidente, Felipe Calderón.
“É uma honra receber no México os representantes de tantos países com os quais o mantemos fecundas relações diplomáticas, países cujas trocas com o México nos ajudam a crescer e de cuja amizade nos orgulhamos”, disse a ministra dos Negócios Estrangeiros, Patricia Espinosa, durante um banquete em honra dos convidados estrangeiros.

Entre os convidados, destaque para os presidentes das Honduras (Porfirio Lobo), Guatemala (Álvaro Colom) e do Panamá (Ricardo Martinelli), aos quais se juntarão, nas próximas horas, os chefes de Estado de El Salvador (Mauricio Funes), e da Colômbia (Juan Manuel Santos).

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.