Combate às listas de espera cirúrgicas é um dos desafios para 2017

Combate às listas de espera cirúrgicas é um dos desafios para 2017

 

Lusa/Açoriano Oriental   Regional   22 de Fev de 2017, 14:07

O secretário da Saúde dos Açores, Rui Luís, admitiu que o combate às listas de espera cirúrgicas nos três hospitais do arquipélago é um dos grandes desafios do Governo Regional este ano.

 

"Temos um investimento a fazer que tem a ver com a recuperação de listas de espera cirúrgicas, onde está a ser feito um trabalho nesta área e vai ser um dos desafios durante o ano de 2017", disse Rui Luís.

O governante falava aos jornalistas após ser ouvido na Comissão de Política Geral da Assembleia Legislativa dos Açores, na Horta, ilha do Faial, no âmbito das audições aos membros do executivo regional sobre as propostas de Plano e Orçamento para 2017.

Rui Luís salientou que "os problemas não se resolvem de um dia para o outro", mas manifestou "abertura para dialogar com todas as entidades", em especial com as ordens dos Médicos e dos Enfermeiros, no sentido de encontrar uma forma de combater as listas de espera.

O secretário regional destacou, por outro lado, o "reforço substancial" nas verbas para a área da saúde, que faz aumentar para 300 milhões o valor global e contribui para o "equilíbrio" do setor.

"Pensamos que é um Orçamento que irá equilibrar e tornar sustentável o Serviço Regional de Saúde", adiantou o governante.

Em matéria de investimento, o Governo Regional prevê este ano uma verba na ordem dos 24 milhões de euros para obras em unidades de saúde, como a ampliação do hospital e a construção do novo centro de saúde, ambas na Horta.

Na área da Proteção Civil, o secretário regional destacou os investimentos previstos em matéria de infraestruturas para os bombeiros de Santa Maria, Lajes do Pico e Lajes das Flores, e ainda a construção do novo quartel da Povoação.

O executivo açoriano pretende, também, apostar na formação de novos bombeiros voluntários e lançar campanhas de sensibilização nas escolas, para combater a "fraca adesão" de novos soldados da paz nas corporações da região.

O Plano de Investimentos do Governo dos Açores para 2017, de 774 milhões de euros, será discutido e votado no parlamento dos Açores, no plenário de março, onde o PS tem maioria absoluta.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.