Economia

Combate ao trabalho ilegal na construção civil

Combate ao trabalho ilegal na construção civil

 

Lusa/AO online   Regional   19 de Nov de 2010, 14:47

O Governo Regional e Associação de Industriais de Construção Civil dos Açores (AICOPA) admitiram esta sexta-feira perspectivas de melhorias do investimento em obras públicas e privadas no arquipélago, mas advertiram para a necessidade de combater o trabalho ilegal no sector.
A construção civil “continua a atravessar sérias dificuldades” nos Açores, embora os últimos dados estatísticos relativos ao consumo de cimento e ao licenciamento de obras apontem para “alguma recuperação", que "dá ânimo” aos industriais do sector, afirmou Albano Furtado, presidente da AICOPA.

Albano Furtado, que falava aos jornalistas em Ponta Delgada no final de uma reunião com o secretário regional da Ciência Tecnologia e Equipamento, José Contente, salientou que a evolução esperada em função daqueles dados terá um efeito a prazo, sendo também espectável uma melhoria em função do “bom orçamento” proposto pelo executivo regional para 2011, que afecta à construção civil cerca de 260 milhões de euros.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.